Fauna do Vale

Biometrias
Comprimento: cabeça-corpo:
58 – 90 cm; cauda: 32 – 48 cm
Peso: 4 – 8 kg (fêmeas) e
6 – 10 kg (machos)

Curiosidades
A raposa é uma das duas únicas espécies de canídeos silvestres que ocorre em Portugal, juntamente com o lobo-ibérico (Canis lupus signatus).
Em estado selvagem, a raposa vive, geralmente, até aos 9 anos de idade.
Corre, geralmente, a 6 – 13 km/h, mas já foram observadas corridas breves de 60 km/h.

Raposa (Vulpes vulpes)

Classe Mammalia, Ordem Carnivora, Família Canidae

Descrição geral
A raposa, ou raposa-vermelha, é caracterizada pela sua pelagem castanho-avermelhada, focinho pontiagudo e orelhas levantadas. A sua coloração pode variar bastante, desde tons mais escuros de castanho a cor de areia, mas sempre acompanhada de cor branca no ventre. As suas orelhas pontiagudas são pretas na parte de trás e nas extremidades, e as zonas inferiores das patas possuem, igualmente, “meias” de coloração preta. A cauda da raposa é caracteristicamente longa e felpuda, possuindo coloração branca na ponta.

Alimentação
A raposa é omnívora e oportunista, alimentando-se de vários tipos de recursos, dependendo do que é mais abundante no seu território. Caça animais pequenos como o coelho-bravo e diferentes espécies de roedores, aves, répteis, anfíbios, peixes e invertebrados (tais como minhocas e escaravelhos). No entanto, também se alimenta de ovos, frutos e bagas. 


Comportamento
As raposas apresentam, geralmente, atividade noturna e crepuscular, mas também podem estar ativas durante o dia em locais tranquilos. Habitam tocas que escavam e protegem com vegetação, ou em tocas abandonadas de coelhos ou texugos.
Vivem em grupos, formados por um macho adulto e várias fêmeas que se dividem num sistema hierárquico. A reprodução é, por vezes, exclusiva às fêmeas dominantes do grupo, enquanto outras fêmeas ajudam na construção da toca e na proteção, alimentação e educação das crias do grupo. Os acasalamentos ocorrem entre dezembro e fevereiro, e as crias nascem entre março e maio.
As raposas podem emitir, pelo menos, 28 vocalizações/sons diferentes. Estes variam desde o ladrar, rosnar e guinchar ao gritar.

 

Em Portugal
A raposa está presente em todo o território de forma generalizada e uniforme, exceto nos Açores e na Madeira. Pode ser encontrada em muitos tipos diferentes de habitats, inclusive em zonas urbanas, mas ocorre preferencialmente em zonas florestais e agrícolas.
Em termos de conservação e legislação, está incluída no Anexo D da Convenção de CITES, contudo pode ser legalmente caçada em Portugal segundo a lei da caça (in Decreto-Lei nº227-B/2000 de 15 de setembro).
As suas principais ameaças em Portugal, para além da destruição e fragmentação do habitat, são a perseguição direta, através da caça ilegal e envenenamentos, e os atropelamentos.

Pica-pau-verde (Picus sharpei)

Pica-pau-verde

BiometriasComprimento: 30 – 36 cmEnvergadura: 45 – 51 cm CuriosidadesOutros nomes comuns: peto-verde, peto-realEm alguns locais do nosso país é chamado de “chavalo-rinchão”, devido à sua vocalização característica que parece…
Bútio-vespeiro (Pernis apivorus)

Bútio-vespeiro

BiometriasComprimento: 52 – 60 cmEnvergadura: 135 – 150 cm CuriosidadesOutros nomes: Falcão-abelheiroÉ um dos únicos predadores conhecidos que se alimenta da maior vespa do mundo, a vespa-mandarina (Vespa mandarinia). Bútio-vespeiro…
Morcego-arborícola-pequeno (Nyctalus leisleri) © Paulo Barros

Morcego-arborícola-pequeno

BiometriasComprimento: 8,3 – 11,3 cmEnvergadura: 26 – 32 cmPeso: 11 – 20 g CuriosidadesTal como outras espécies de morcego, o morcego-arborícola-pequeno pode alimentar-se de pragas prejudiciais para a agricultura, exercendo…